Santo Estevão, primeiro mártir da Igreja Católica

Chamado como “homem cheio de fé e do Espírito Santo; cheio de graça e fortaleza” (At 6, 5.8), Estêvão foi um dos sete primeiros diáconos ordenados pelos apóstolos. Realizava muitas curas e milagres em nome de Jesus, mas, acusado injustamente de blasfêmia, foi preso e condenado à morte.

Deus se manifestou de tal forma nele, pelo seu Espírito Santo, que o rosto de Estêvão pôde ser visto tão radiante como o de um anjo, manifestando externamente o brilho da pureza e da entrega a Deus que já era completa em seu coração. Assim movido pelo Espírito, Estêvão anunciou ao Conselho o mistério da nossa Salvação, desde Abraão a Jesus Cristo, e a insensatez deles em não reconhecer em Jesus a realização das Promessas.

O Conselho ficou completamente enfurecido com o discurso de Estêvão, o qual olhou para o céu e disse: “Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, de pé, à direita de Deus” (At 7, 56). Logo, então, Estêvão foi levado para fora da cidade e apedrejado e, até mesmo em suas palavras, quis assemelhar-se a Jesus, pois, antes de morrer, disse: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito; Senhor, não lhes leves em conta este pecado…” (At 7, 59s).

Estêvão morreu aos pés de Saulo, aquele que, após seu encontro com Jesus no caminho para Damasco, foi convertido e tornou-se apóstolo, anunciando aos pagãos o Evangelho de Nosso Senhor. Assim, Estêvão se tornou o primeiro mártir da Igreja Católica, morto defendendo a sua fé, morto proclamando a Salvação no nome de Cristo Jesus.

Assemelhemo-nos, portanto, a Santo Estêvão e desejemos ardentemente que nossa face resplandeça pelo poder do Espírito Santo, anunciando ao mundo o Santo Evangelho, ainda que isso nos custe o preço da nossa vida, como nos recorda Paulo: “Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro” (Fl 1, 21).

Santo Estêvão, rogai por nós!

João Neto

Fase do pré-discipulado da Comunidade Obra de Maria

Missão Brasília

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags: