Testemunhos de uma experiência de oração


Abaixo seguem alguns testemunhos de missionários que tiveram uma grande experiência de aprofundamento na Palavra de Deus e na vida de Oração pessoal.

Frutos de um Retiro de Oração com Padre Jorge Tadeu.

Confira!

Deus abençoe!

Senti e vivi a doce presença do Espírito de Deus a me ensinar a fecundidade do Pai Nosso todos os dias. Pude contemplar a bondade de Deus em minha vida, mais uma vez. Mergulhar em meu mundo sofrido e mal formado, que para mim já estava enterrado, tive medo, mas cuidadosamente fui levada pelas mãos protetoras de Deus a desbravar, restaurar e curar o que para mim era impossível.

Uma benção de retiro com o Padre Jorge Tadeu.

 

Maria Beatriz Borges 

Fase do Discipulado

Missão Brasília

Estou agradecida e cheia de vontade para viver e passar o que aprendi. Passaram para mim que tudo era pecado, pecado, pecado e quando você comete o pecado obviamente vem a culpa.

Infelizmente é impossível viver bem com esses entraves na vida. E enquanto Padre Jorge falava, a cada palavra me sentia mais leve o peso da culpa ficava mais claro. Meus Deus como és belo, como és simples, como és rico de amor. Quero viver nesse amor, quero ser livre.

Sei que vou atravessar caminhos pedregosos, mas levo comigo uma bagagem cheia de riquezas e além delas meu Deus estará sempre comigo.

Maria Carolina Borges

Fase do Discipulado

Missão Brasília

“É impossível sair ileso da oração”

Pe Jorge Tadeu

Neste último final de semana, Deus mais uma vez me surpreende com seu amor e a sua misericórdia através da linda reflexão de oração que ele mesmo nos deixou, o PAI-NOSSO (Mateus 6,9-13).

Confesso que fico até constrangida com tamanho amor de Deus por cada um de seus filhos. Através desta oração tive a oportunidade de passear pelo evangelho de forma a mergulhar e poder sentir o quanto Deus é fascinante e ao mesmo tempo tremendo, da mesma forma que me encanta e me atrai por tamanho amor de Pai, não se deixa apropriar-se. Diante de Deus pai somos extremamente amados e livres para amá-lo, e não aprisiona-lo no nosso egoísmo como propriedade nossa, e assim nos esquecermos que Deus é o PAI-NOSSO, portanto Pai de todos nós!

É impressionante saber que mesmo diante das nossas tantas fragilidades, o nosso Pai se deixa encontrar e diante de tamanha misericórdia somos impulsionados a buscar este alimento espiritual que é a oração e como conseqüência entrar no mistério da santidade como um processo diário, um processo que inclui sim, as minhas quedas e fragilidades como caminho para estar cada dia mais próxima de Deus.

“Como crianças recém-nascidas desejai com ardor o leite espiritual que vós fará crescer para a salvação.” (I Pedro 2,2)

Deus o abençoe!

Regiane Alves

Fase do Discipulado

Missão Brasília

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...