Decidir por Deus

Queridos irmãos,

Há muitas dificuldades que a vida nos oferece. Sabemos também que a vida nos oferece coisas boas, mas sabedores que nossos caminhos são muito mais espinhos do que flores.

Há vantagens nos caminhos de pedregulhos e de espinhos, pois Deus dispôs as dificuldades para que nos purifiquemos nos sofrimentos e que, no futuro próximo, Ele prepara o nosso espírito na luta cotidiana do pecado para melhor saborear as delícias da felicidade. Se não houvessem escuridões, trevas, não aconteceriam tantas belezas ao amanhecer. Que por mais escura que seja uma noite, ela não resiste a luz de cada amanhecer e o choro da noite vai passar quando o amanhecer chegar.

Sendo assim, há momentos em nossa vida que parece que tudo é “noite”. Noite, na palavra de Deus, são trevas, a noite é designada como sendo aquele momento de sofrimento, de luto, de dor, de provação pelo qual todos nós passamos.

Esses momentos podem se tornar tão prolongados que acabem transformando a paisagem da nossa vida. Muitas vezes, parece que o sol não vai mais brilhar para nós e que aquele problema não terá solução ou cura em nossa alma aflita. Temos a sensação, que as horas não passam e ficamos sem saber a quem recorrer ou ao que recorrer para que nossa dor possa passar. Muitas vezes achamos que não há ninguém por nós, que possa enxugar as nossas lágrimas durante o momento “noite” da nossa vida.

Mas, Deus NUNCA nos abandona.

Ele é um Deus fiel, que escuta e enxuga as nossas lágrimas e as recolhe para si. Cada um de nós tem que ter discernimento para saber até aonde vai a nossa fé, saber aonde foi fixado o alicerce da nossa construção espiritual. E, com certeza, isto fará toda diferença em nossas vidas, em nossas caminhadas.

“Nem todo aquele que diz: Senhor, Senhor, entrará no reino dos céus.” (Mt 7,21a)

O desejo de Deus é sempre salvar, mas nós precisamos nos decidir por esta salvação. Precisamos decidir, viver eternamente com Deus.

Existe um coisa na vida do homem, que o Senhor não impõe: a salvação. Ou você decide por ela, ou não, pois o Senhor não impõe, Ele propõe. É uma opção de vida, eu me decido livremente, por Deus ou por não estar com Ele.

Precisamos fazer esta escolha, porque a escolha de Deus já foi feita por cada um de nós. Todos nós somos escolhidos por Deus, somos escolhidos para eternidade. Saiba que não há na face da terra seres humanos que não possam ser salvos. Todos têm a salvação nas mãos. Só depende de cada um de nós.

Ele disse e nos ensinou que há um Pai Nosso e não Pai meu, isto para mostrar que a fé se expande para todas as pessoas. Que possamos ter um relacionamento com Deus como filhos, mas que saibamos dizer: eu decido por Deus.

CléberCleber Lima

Membro da Fase do Discipulado da Comunidade Obra de Maria

Missão Brasília

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...