Buscai a Deus sem demora, não desperdiceis vosso precioso tempo!

“E disse: Um certo homem tinha dois filhos; E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence.” Lucas 15:11,12

Hoje gostaria de refletir com vocês sobre o Evangelho do filho pródigo. Este personagem bíblico é o filho mais novo de uma família, que pede a herança que lhe é devida, mesmo com o Pai ainda vivo.

Segundo o dicionário, pródigo significa: “É aquele que dilapida seus bens de forma compulsiva. É a pessoa que gasta imoderadamente seu dinheiro e seus bens, comprometendo o seu patrimônio”.

A decisão do filho pode ser decepcionante para o Pai, para seu irmão mais velho, para os empregados daquela família e para Deus. Mas isso não importava. O que estava valendo para aquele jovem era a sua vontade.

E para você? Como tem sido sua vida, nos diversos papéis que desempenha? A verdade é que muitos de nós somos filhos, maridos, esposas, empregados, irmãos, colegas, pais e mães pródigos e egoístas. Queremos tudo a nossa vontade sem pensar nem refletir nas consequências das nossas ações, nas pessoas que serão atingidas e muitas vezes nas cruzes que ao invés de carregar, jogamos de lado. Tudo para fazer a nossa vontade.

Vamos além de gastar compulsivamente nossos bens materiais. Gastamos vida, gastamos convivência, gastamos emoções, gastamos relações. Acabamos com tudo de bom que Deus nos concedeu. Coisas simples do dia a dia que o demônio faz questão de corromper. Que alegria é estar em família, estar entre amigos, trabalhar bem em casa ou fora de casa, fazer um passeio, ler um bom livro, observar a natureza, rezar um bom terço ou ainda, tomar um bom café?

Há quanto tempo não fazemos estas coisas sem estar muito cansados, ou sem ter um compromisso logo a seguir, ou sem estar com pressa, sem paciência, sem tempo… E ainda não sabemos o porquê de tanta insatisfação pessoal!

O que teria levado aquele jovem a abrir mão da companhia da sua família para seguir por caminhos desconhecidos? Ele abriu mão do amor e de amar, abriu mão de sacrifícios, abriu mão de alegrias também. Ele estava insatisfeito e a única solução que encontrou foi se satisfazer com outras coisas e situações.

Não sei qual é a situação que você vive hoje, mas sei que “chutar o balde”, “largar tudo” ou qualquer outra coisa do gênero não resolverá sua insatisfação. Pelo contrário é bem capaz de aumentá-la. E ainda, seu fim provavelmente será conviver um tempo de sua vida com os porcos, como nos ensina a Palavra de Deus.

Aguente firme! Busque o Pai, não para dizer da sua ida, mas para dizer das suas insatisfações, frustrações, angústias, medos e todo o resto da sua miséria. Não tenha dúvida que a Misericórdia d´Ele o alcançará. Confie! Espere! Persista! Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto! (Isaías 55,6) Corra para os braços do Pai!

Deus o abençoe! Forte e fraterno abraço!

Dani Palma

Consagrada Obra de Maria

Missão Brasília

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...