O Serviço do Altar

acólitos-coroinhas

“Eu vivo para Jesus Cristo, eu vivo para a glória Dele, eu vivo para O servir, eu vivo para O amar” (São Padre Pio de Pietrelcina)

Ser chamado por Deus para o serviço do altar é um grande privilégio, não um direito. É muito mais que ajudar o sacerdote a transportar os objetos litúrgicos ou executar as funções que lhe são próprias.

Servir ao altar, é está a serviço do altar e do próximo, é participar do Mistério Pascal de Cristo, ou seja, da sua Paixão, Morte e Ressurreição.

Servir ao altar é estar aos pés da cruz, é contemplar o Cristo ressuscitado com os olhos da fé e viver alegremente o Evangelho.

“Servi com generosidade Jesus presente na Eucaristia. É uma tarefa importante, que vos permite permanecer particularmente próximos do Senhor e crescer numa amizade verdadeira e profunda com Ele. Conservai ciosamente esta amizade no vosso coração, como fez São Tarcísio, prontos a comprometer-vos, a lutar e a dar a vossa vida para que Jesus chegue a todos os homens. Também vós, comunicai aos vossos coetâneos o dom desta amizade, com alegria e com entusiasmo, sem medo, a fim de que eles possam sentir que vós conheceis este Mistério, que é verdadeiro e que o amais! Cada vez que vos aproximais do altar, tendes a sorte de assistir ao grande gesto de amor de Deus, que continua a desejar entregar-se a cada um de nós, a estar próximo de nós, a ajudar-nos, a incutir-nos a força para que possamos viver bem. (…) Tendes a ventura de poder viver próximos desde mistério inefável! Desempenhai com amor, com devoção e com fidelidade a vossa tarefa” (Trecho da carta do Papa emérito Bento XVI aos acólitos e coroinhas do mundo inteiro)

O serviço do altar é um compromisso de amor, dedicação e zelo. “O zelo pela tua casa me consome.” (Jo 2,17) Não é algo que fazemos para sermos vistos por olhos humanos, não é uma obrigação, não é algo que fazemos porque achamos bonito, mas sim, servimos com amor, por amor a Jesus que nos amou primeiro. É viver e contemplar de pertinho o passo a passo do Santo Sacrifício da Missa.

Que possamos seguir o exemplo de São Tarcísio, padroeiro dos acólitos e coroinhas, que deu a vida para proteger a Hóstia consagrada. Que ele interceda por cada um de nós que somos chamados ao serviço do altar, dê-nos sabedoria e força para servirmos com dignidade e amor no Santo altar do Senhor. São Tarcísio, rogai a Deus por nós!

Meus irmãos, peçamos também a Santíssima Virgem Maria um coração sempre disposto a servir com simplicidade e alegria, assim como ela foi simples ao servir a Deus. Para que da mesma forma que Cristo dedicou sua vida a servir o próximo, nós somos chamados a servir como Cristo.

“Vocês emprestam para Deus as suas mãos, o seu pensamento, o seu tempo. Ele não deixará de recompensá-los, dando-lhes a alegria verdadeira e a felicidade mais plena. São Tarcísio mostrou-nos que o amor nos pode levar até a entrega da vida por um bem autêntico, pelo bem genuíno, pelo Senhor.” (Papa Emérito Bento XVI)

Deus os abençoe e os recompensem queridos amados servidores do altar!

MeireMeirivane Nascimento

Membro da Fase do Pré-Discipulado da Comunidade Obra de Maria

Missão Brasília

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...