Confiar na infinita misericórdia de Deus.

misericordia1

“Porque o Senhor é bom, sua misericórdia é eterna e sua fidelidade se estuda de geração em geração”.( SL 99,5)

Meus amados irmãos e irmãs, o Senhor nosso Deus não nos trata em conformidade com os nossos pecados e as nossas misérias, e sim segundo o seu coração, que é amor, perdão, bondade e misericórdia. Por isso não temos porque temer, mas sim confiar. Ele nos prometeu ser fiel, porque não é homem para mentir. Busquemos a misericórdia, ela está ao nosso alcance, só depende de nós querer, aceitar, desejar, e, sobretudo, buscá-la. A misericórdia é a água que mata a nossa sede, a fonte é o coração de Deus, que jorra dia e noite e nunca vai se esgotar, é de graça para todos, mas temos que buscá-la, somos livres. Vamos até Ela e matamos a nossa sede ou buscaremos matar a sede nos poços de lama que o mundo traz até nós? Estamos nos contaminando com a sujeira, as bactérias, os vírus e ficamos cada vez mais doentes e fracos e, em consequência, acabamos morrendo. O mundo, meus amados, nos cega e nos engana, passa mel na nossa boca e depois joga a imundície que é o pecado, os prazeres, as facilidades, o comodismo, tudo isso nos afasta cada vez mais de Deus. Não é isso que Ele quer, mais sim que nos aproximemos cada vez mais e adentremos no seu coração misericordioso, infinito é o seu amor.

“Tende piedade de mim, senhor segundo a vossa bondade, e conforme a imensidade de vossa misericórdia.” (Sl 50,2-3)

Sim Senhor, tende piedade dessa pobre miserável que sofre as consequências de não confiar plenamente na imensidade da sua misericórdia. Tem de piedade de mim meu Deus e Senhor, porque não dou valor o que fazes e que sentes por mim, só sei magoar ainda mais o seu coração misericordioso. Não sou misericordiosa para com os meus irmãos, só sei cobrar misericórdia deles para comigo, quero mudar senhor! Ajuda-me, porque sozinha não consigo, mas eu quero, eu desejo, eu anseio em mudar de vida, em me converter, quero sentir-me mais realizada em dar do que em receber, quero ser instrumento do teu amor, da tua paz, do teu perdão e da tua misericórdia, quero ser aquilo que sonhaste para mim. Meu Deus, misericórdia dos teus filhos desolados, desorientados que se deixam ser levados para lá e para cá. Pelas ondas tempestuosas deste mar revolto que é este mundo, até parece que não acreditamos mais em nada, não contamos mais com a sua misericórdia, que ao som da tua voz o mar se cala, o mar se abre ao meio, que da rocha brota água cristalina. Perdão e misericórdia Senhor porque agimos sempre assim, perdoa-nos Senhor, tem misericórdia de nós segundo a imensidão do vosso amor. Amém!

ConcitaConceição Costa (Concita)

Consagrada Obra de Maria

Missão Brasília

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...