Recomeçar

recomeçar

“Como poderia eu abandonar-te, ó Efraim, ou trair-te, ó Israel?” (Os 11, 8)

Amados irmãos e irmãs, que o Amor do Pai esteja em seus corações.

Dia desses conversava com uma pessoa muito querida e que é para mim referência de vida em Deus e nossa conversa tornou-se acalorada quando falávamos sobre algumas pessoas que exalavam o perfume do Senhor. Comentávamos como fulano e cicrano nos levavam a Deus, enquanto que muitas outras pessoas pareciam estar no Serviço ao Senhor apenas para cumprir as ordens. No fim da conversa, chegamos à conclusão de que até mesmo nós dois tínhamos arrefecido no Amor e no ardor ao Senhor. Aquela conclusão, apesar de ter sido doída, era bem verdadeira!

Aquela conversa mexeu muito comigo e, ao longo da semana subsequente, tentei lembrar em que momento de minha vida eu me deixei submergir pelos afazeres, pela vida corrida e deixei de suspirar pelo Senhor. Por que eu também deixei de exalar o perfume de Cristo?

E fui colocando a culpa no trabalho, depois nos afazeres domésticos, em meus filhos que exigem muito cuidado e atenção o tempo todo, nas atividades da própria comunidade e em tantas outras coisas e pessoas. Mas cheguei também à incrível e doída conclusão de que nenhuma destas coisas ou pessoas eram culpadas. Era apenas eu e nada mais do que eu quem estava me afastando do Senhor e, à medida que estar perto Dele tornava-se mais exigente e mais custoso, fui preferindo colocar a culpa nas coisas e nas pessoas, ao invés de seguir lutando e me esforçando para amá-Lo, segui-lo, adorá-Lo, encontrar-me com Ele em minha oração pessoal.

Caríssimos irmãos, mas como o Senhor está presente em tudo o que fazemos percebi que era Ele mesmo quem me conduzia neste exame de consciência e no fim veio a consolação:

Como poderia eu abandonar-te, ó Efraim, ou trair-te, ó Israel?

E foi com o texto do livro de Oséias, capítulo 11, que o Senhor me recordou que Ele continua me amando, apesar de minha inclinação para separar-me Dele; que Ele continua me amando apesar de minhas fragilidades e infidelidades; que Ele continua me amando apesar de eu esquecê-Lo, Ele continua a me amar todos os dias de minha vida, mesmo que eu não perceba!

Hoje, amado irmão e irmã, desejo que você faça também esta experiência de retornar ao primeiro Amor. Esta experiência de redescobrir o Amor que o Senhor tem por você, para que a sua vida, apesar das lutas, dos atropelos, das inseguranças, dos desafios continue tendo a grande beleza de ser um sinal da Glória de Deus para os seus e para todos aqueles que estão ao seu redor. Que redescobrindo em você este Amor, você possa de novo, exalar o bom perfume do Senhor.

Que São Gregório Magno, rogue a Deus por nós!

rafaRafaela Rocha

Consagrada Obra de Maria

Missão Brasília

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...