Jesus mantém viva a chama da esperança!

four-candles

“A esperança não engana. Porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.” (Rm 5,5)

Quatro velas iluminavam o ambiente de uma sala de estar. Certa vez a janela ficou aberta e uma leve brisa passou e apagou a primeira vela, desta forma a iluminação do ambiente foi diminuindo.

O vento soprou mais forte, então a segunda e terceira vela também foram apagadas. Neste momento uma criança entra neste lugar e por medo daquele ambiente quase que escuro, pega a última vela que permanecia acesa e acende as outras velas que já haviam se apagado. O ambiente torna-se claro novamente, e percebendo a ameaça que o vento oferecia para apagar as velas, fechou a janela.

Meus irmãos, com essas poucas palavras estão simbolicamente representadas nas velas, a paz, a verdade, o amor e a esperança.

A primeira vela que representava a paz foi apagada pelo vento da violência, das guerras e do terrorismo… A segunda vela, que representava a verdade, foi apagada pelo vento da mentira e do engano… A terceira vela que representava o amor foi apagada pelo vento do divórcio, da divisão e do egoísmo.  Porém uma vela permaneceu acesa. A vela da Esperança.

Jesus Cristo representado nessa historinha pela criança, mantém viva no coração do homem a vela da Esperança, e com essa última vela é capaz de reacender a paz, a verdade, a fé e o Amor.

Irmãos, nossa missão é sermos Missionários da Esperança, pois pela Fé temos a paz e a verdade de Deus. “Por meio de Jesus Cristo é que tivemos acesso a essa graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança de possuir um dia a glória de Deus.” (Cf Rm 5, 2)

Para cumprir nossa missão necessitamos diariamente de uma nova efusão do Espírito Santo de Deus, para que nos faça fortes e esperançosos, e possamos levar a Esperança Divina aos corações ameaçados pelo vento do pecado.

Jesus nos enviou Seu Santo Espírito e nos pede para fecharmos a janela do pecado para que não se apague a nossa luz.

 

“Não só isso, mas nos gloriamos até das tribulações. Pois sabemos que a tribulação produz a paciência, a paciência prova a fidelidade e a fidelidade, comprovada, produz a esperança.” (Rm 5, 3-4)

 

Enquanto a luz da Esperança estiver acesa, nada é impossível para Deus!

André Borges

Consagrado Obra de Maria

Missão Brasília

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...